O que ninguém havia me falado

Ninguém havia me falado que uma mãe de verdade pode precisar de ajuda – e mesmo assim ser uma “boa mãe”.

Ninguém havia me falado que nem todo bebê mama no peito.

Ninguém havia me falado que não precisa esterilizar to-dos-os-ob-je-tos que o bebê utiliza.

Ninguém havia me falado que, se eu tomasse um banho demorado, não me tornaria a pior mãe da face da terra.

Ninguém havia me falado que eu poderia sentir muito medo, e me sentir frágil e impotente diante de situações cotidianas com meu filho – e que muitas mães também se sentem assim, só não dizem.

IMG-20150428-WA0007

Ninguém havia me falado que eu iria querer voltar a trabalhar, mesmo amando desesperadamente meu filho e sofrendo todo dia para me despedir dele.

Ninguém havia me falado que cada escolha seria sofrida, a partir do momento em que me tornasse mãe.

Ninguém havia me falado que sair para uma voltinha na pracinha pode parecer operação de guerra – mas que, com o tempo, dá pra passar horas fora de casa levando somente uma bolsa.

Ninguém havia me falado que algumas pessoas iriam se afastar de mim depois que meu filho nascesse – e que eu mesma ia querer distância de algumas delas, mas que outras me fariam uma falta enorme. </3

Ninguém havia me falado que andar com um bebê no colo, no carrinho ou no canguru provoca sorrisos vindos de todos os lados.

Ninguém havia me falado que alguns médicos não gostam de atender crianças (mas atendem mesmo assim) e que, ao perceber isso, eu me sentiria pessoalmente ofendida.

Ninguém havia me falado que cada dente que surgisse, cada sorriso na minha direção, cada passo e cada palavrinha nova fariam jorrar lágrimas do coração e dos olhos. Ver fotos do meu filho também. 🙂

Ninguém havia me falado que eu me tornaria outra pessoa, que buscaria em último lugar a minha própria satisfação, que nada mais faria sentido sem o chorinho do meu filho, sem as fraldas para serem trocadas, sem os passinhos dele pela casa.

Ninguém havia me falado que a vida é assustadoramente surpreendente. Assustadoramente. Surpreendente.

Anúncios

Sobre Samia Mãe

Samia, uma mãe com dúvidas e muita, mas muita vontade de acertar. Acredito que conversando sobre as dificuldades, elas se tornam menores e o caminho fica mais leve e divertido.
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para O que ninguém havia me falado

  1. Illana Ribeiro disse:

    lindo texto …me vi..

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s