Mãe nas redes sociais (ou “me dê fraldas, não palpites”)

Coisas da nossa época,  as redes sociais facilitam muito a nossa vida corrida,  nos divertem,  nos ajudam a manter contato com pessoas queridas…  coisa maravilhosa, néam??  Pois então,  junto com todos esses bônus,  chega o ônus. Eu poderia apontar,  aqui,  questões delicadas como a segurança na rede,  mas hoje quero falar mesmo é do “patrulhamento” que existe e como nós,  mães,  nos saímos. 20150530_123930

Por acompanhar blogueiras de beleza desde antes de ser mãe,  eu já tinha lido comentários bastante desagradáveis de alguns seguidores dessas mesmas blogueiras quando publicavam fotos e vídeos. O que eu não imaginava era que,  no “cyber mundo materno” também rolava disso. Vejam bem,  não estou falando de celebridades  (embora elas também padeçam com isso),  mas falo de “gentem como a gentem” mesmo.

Nos grupos de mães que eu frequentava,  pequenos detalhes nas fotos postadas não passavam em branco : era  o tipo de roupa que o bebê estava usando que não era feita de tecido hipoalergênico,  era a postura da mãe quando pegava o filho no colo,  era a mamadeira ao fundo da foto…  enfim. Lendo os comentários e as respostas a eles,  eu deprimia porque o cenário era desolador: treta.

Fiquei com medo de postar certas fotos do meu filho. Comecei a cortar algumas partes temendo os dedos apontados e os pitacos. Fotos com ele mamando na mamadeira eram proibidas. Aliás,  fotos em que a mamadeira aparecesse  (ainda que ao fundo),  eram impensáveis. Teve uma época em que eu encuquei com o comprimento das minhas unhas nas fotos,  então só postava registros em que minhas unhas estivessem bem curtinhas ou não aparecessem.

Tive depressão pós parto,  o que me deixou ainda mais sensível a certos comentários. Com o tempo,  o tratamento e os “calos”,  relaxei um pouco. Aí,  eis que duas amigas pariram suas crias. Minha página na rede social encheu-se de fotos fofas dos bebês delas,  meu coração se encheu de amor ❤ e as fotos delas começaram a ser alvo de comentários desagradáveis.

Gente,  sejamos razoáveis : 90% das mães que eu conheço postam aquelas “indiretas bem humoradas” do tipo: “não me dê palpites,  me dê fraldas”. Não é preciso ser muito inteligente para entender que elas não querem palpites,  ou é?

Não vou entrar no mérito,  aqui,  da intenção do palpiteiro. “Deixa de ser chata,  Samia,  as pessoas só querem ajudar!”. Tá. Pode ser. Mas isso enche a paciência. Converse sinceramente e de peito aberto com uma mãe para saber se ela se importa ou não com palpites. Ofereça ajuda. É possível ajudar sem palpitar,  vai por mim. Coloque-se à disposição quando ela precisar de ajuda – e te pedir. Mas saiba segurar a sua onda quando não pedir.

Você é contra mamadeira?  Não curte andador?  Acha o fim bebê brincando com tablet?  Seja feliz – e deixe as mães que postam fotos de seus filhos nessas situações em paz! “Nossa!  Mas criança pequena não deve comer isso! ” ou “Não pode colocar o bebê pra dormir nessa posição! ” ou,  ainda,  “Ele não é muito novo pra ir passear no shopping?” são o tipo de comentário que pode ficar guardado pra você.

Minha inspiração pra esse post foi um vídeo no canal 5inco minutos  (da Kéfera),  em que ela aborda as “tretas” nas redes sociais. Não vou colocar link aqui mas recomendo que você faça uma busca e assista o vídeo. Assista com boa vontade. Assista disposto a compreender o ponto. Vale a pena.

Com amor,

Samia-Mãe

Anúncios

Sobre Samia Mãe

Samia, uma mãe com dúvidas e muita, mas muita vontade de acertar. Acredito que conversando sobre as dificuldades, elas se tornam menores e o caminho fica mais leve e divertido.
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s